Distância acachapante. Avassaladora.

A única coisa que importa hoje, para a Seleção Brasileira, é o resultado. Se jogar bem e não conquistar a classificação – de preferência em primeiro lugar no grupo – o técnico Mano Menezes vai balançar no galho. E, dependendo da força da ventania, pode até mesmo… Do outro lado, o time equatoriano se vê com uma possibilidade até alguns anos impensável: eliminar o futebol pentacampeão mundial. Por isso, enquanto Mano e o Equador dão tratos à bola, a Tupi comemora: as transmissões esportivas da Copa América disputada na Argentina têm sido alavanca importante no processo de crescimento continuado da emissora. Hoje a distância medida pelo Ibope entre a Tupi, líder, e a terceira colocada, Rádio Globo AM+FM, é acachapante: 47.323 ouvintes por minuto a mais em favor da Tupi. Em relação à segunda colocada, FM O Dia, frente avassaladora, com 42.203 ouvintes a mais. A Super Rádio Tupi marca um golaço atrás do outro.

Clientes | Comente

Quem é líder ri à toa

Na semana passada a equipe da Super Rádio Tupi se reuniu para uma sessão de fotos visando a nova campanha publicitária da emissora, cujo making of será divulgado assim que as peças cheguem à mídia. Todo o primeiro time de comunicadores participou e, nos ensaios fotográficos – como o da foto acima, onde Fernando Sérgio pilota um ônibus imaginário, sob o olhar divertido de Francisco Barbosa – o que não faltou foram brincadeiras, mostrando que a galera está à vontade ou, como se diz na gíria do futebol, o grupo está “fechado”. O entrosamento fora do microfone reflete o bom momento vivido no ar, com a Tupi batendo recordes consecutivos de permanência na liderança.

Clientes | Comente

Nada de propaganda chata, feia e burra

A publicidade tem muitas funções, entre elas algumas quase nobres – outras, muito pelo contrário. Porém, seja qual for o credo que defenda, que sejam permitidas aos nossos delicados cinco sentidos apenas as agradáveis, as harmoniosas e as inteligentes. E mais: que essas tais sejam respeitosas e objetivas. E, de preferência, curtas.

Agência | Comente

Audiência masculina 62% maior

Um dos destaques da transmissão da Tupi nesse domingo é o clássico Flamengo x Fluminense. Ambos os times na parte de cima da tabela, com o Flamengo querendo retomar o segundo lugar e o Fluminense buscando se aproximar do G4. Mas o maior destaque, de fato, é a supremacia da rádio quando se compara a audiência masculina das duas grandes emissoras com transmissões esportivas regulares: segundo o Ibope de junho, a Super Rádio Tupi tem 115 mil ouvintes homens por minuto, contra 71 mil da Rádio Globo. E, importante, esse dado não se restringe ao futebol, mas sim a toda a programação, ratificando o peso do universo masculino na posição de liderança da Tupi.

Clientes | Comente

Tem Seleção Brasileira e tem Vasco

É o Brasil na Copa América e o campeão da Copa do Brasil em campo. Com duas diferentes atrações, não poderia ter sido em melhor momento que a Super Rádio Tupi multiplicou suas plataformas de transmissão. A emissora irá utilizar seus canais em AM, FM e web para levar aos ouvintes o jogo do Brasil na Copa América, contra o Paraguai, a partir das 16h; e, pouco depois, às 18h30, uma outra equipe estará em São Januário acompanhando o jogo entre Vasco e Internacional. É importante que o público carioca saiba que a Tupi transmitirá os dois jogos. Para tanto, as peças publicitárias foram organizadas de forma criteriosa, criando espaço gráfico diferenciado para o jogo no Rio, no rodapé do layout originalmente utilizado nas partidas da Copa América.

Clientes | Comente

Twitdoors no engarrafamento

A ação de marketing coordenada pela Todos Nós para anabolizar o recall da agência vem se valendo de uma forte ofensiva na web, com suporte em mídia externa – com ênfase nos busdoors. Por sua característica dinâmica, com uma movimentação aleatória no cenário urbano (ainda que com um itinerário pré-determinado, pequenas variações de horário e faixa de rolamento fazem com que o contato do público com o seu contéudo seja randômico), a mídia surpreende em distâncias, ângulos e locais diferentes. Com a campanha composta por 15 “twitdoors”, cada um deles rodando no centro do Rio de Janeiro com uma mensagem exclusiva, a agência busca impactar um universo exigente no seu consumo de comunicação.

Agência | 1 Comentário

Galera promissora, há vagas

Demanda crescente, qualificação do mercado, abertura de oportunidades para novos profissionais etc. O fato é que a Todos Nós está ampliando seu time de craques e está selecionando gente talentosa e motivada para ingressar na equipe. Com oportunidades nas áreas de atendimento e direção de arte (preferencialmente com domínio da técnica de modelagem em 3D), a agência deverá contratar mais um novo nome para a criação ainda no mês de julho. Os que se interessarem podem mandar um e-mail agora para o endereço acima.

Agência | Comente

Alcance multiplicado

Com uma estratégia clara de ocupação de espaços na mídia, a transmissão do jogo do Flamengo contra o São Paulo foi também divulgada pela Super Rádio Tupi em grandes jornais do Rio, em anúncios de página inteira. Atingir o maior número de pessoas interessadas nos produtos que transmite é um trunfo para quem, como a Tupi, detém um alto grau de fidelização. Fazendo valer seu investimento, a emissora retém um percentual expressivo dos ouvintes eventuais que experimentam sua programação – ainda mais agora, com seu alcance multiplicado pela transmissão simultânea de eventos distintos em AM, FM e web.

Clientes | Comente

O manto negro da sorte

Bruno Ludovico, da Ocean One, foi o vencedor da promoção “Jogo de Marcas”, divulgada aqui há duas semanas. Na tarde fria de ontem, segunda-feira, o especialista na identificação de marcas compareceu à Todos Nós e recebeu a camisa número 10, tradicionalmente exclusiva dos grandes craques. Rubronegro, já adiantou que a estréia da nova camisa vai ser na próxima pelada, em performance à la RG 10 (o atual ídolo Ronaldinho Gaúcho). Torcemos para que Bruno faça realmente muitos gols com o “manto” negro. Essa camisa 10 da Todos Nós costuma dar sorte. Muita sorte.

Agência | Comente

“Tem uns caras tirando o painel da Tupi”

Aconteceu semana passada. Ouvinte da Super Rádio Tupi, preocupado, avisou ao Apolinho: “Manda alguém da emissora correr lá na Central que tem uns caras arrancando o painel da Tupi!” Para nossa sorte, era alarme falso. Mais do que isso, era a confirmação da repercussão esperada: conquistar a atenção do público transformando painéis estáticos em ações reais e provocando percepção de movimento. O conceito vem sendo empregado em diversas regiões com alta concentração de passantes no Rio de Janeiro, sempre destacando a logomarca da Super Rádio Tupi. O objetivo da emissora vem sendo atingido, com share-of-mind crescente e audiência em ascensão. O foco da estratégia de comunicação é impactar o público de forma surpreendente e gerar contato reiterado com a marca. Lugar comum, nessa campanha, não tem vez.

Clientes | 3 Comentários

Zebra entediada em atuação pífia

A partida, fraca, não passou de um zero a zero. A peça publicitária, boa, mereceu contracapa. A transmissão, ótima, terminou com Apolinho afirmando: “A lua de mel com o Mano acabou”. Próximo capítulo no sábado que vem.

Clientes | Comente

Tupi vai com o Brasil na Copa América

Os hermanos, grandes favoritos, não tiveram um bom início de Copa América, na última sexta-feira. Sem querer dar chance à zebra, o escrete brasileiro estreia hoje e a Super Rádio Tupi está em solo portenho, para levar aos cariocas os detalhes do que acontece em campo – e que muitas vezes passam desapercebidos para as emissoras de TV. Luiz Penido e Washington Rodrigues farão a transmissão, com Wagner Menezes na beira do gramado. O jogo inaugura um novo layout para os anúncios da rádio, exclusivo para a Copa América: ufanisticamente patriótico. Afinal de contas, é o Brasil em campo.

Clientes | 1 Comentário

Rio ensolarado, Nativa por todo lado

Sábado de sol no Rio de Janeiro, praias lotadas, trânsito intenso. Os carros da Real com a publicidade da Nativa FM permanecem atraindo a atenção nas ruas da cidade. Com uma vigorosa exposição de marca no último bimestre, a emissora ganhou visibilidade e reforçou a lembrança do novo dial. A frequência foi trocada há justos dois anos – deixando a popular 96,5 para a menos conhecida 103,7 – e um dos primeiros desafios foi a migração da base de ouvintes para a nova frequência. Uma transição bem sucedida.

Clientes | Comente

Hora de abrir a caixa de ferramentas

Concluindo o flight de prospecção no nicho de cursos de idiomas, a Todos Nós disparou essa semana o terceiro e último webmail sobre o tema. A perspectiva agora é analisar os prazos e possibilidades – visando aproveitar a sazonalidade do segmento – para a formação de parcerias. O mercado é competitivo e a expectativa é que permaneça em ampliação. Os estabelecimentos que melhor souberem se valer das ferramentas do marketing certamente se porão à frente dos demais.

Agência | Comente
  • Twitter