Carta Imperial

Para facilitar a seleção de flats, a ambientação turística e até mesmo a orientação espacial, a Todos Nós elaborou para a 16:FLATS um minucioso mapa do Centro Histórico de Petrópolis. A ilustração auxilia na localização das unidades da operadora, evidenciando a sua proximidade com os principais destinos e equipamentos turísticos da cidade. Museu Imperial, Rua Teresa, Palácio Amarelo (Praça da Águia), Casa Encantada, Palácio de Cristal, Parque Natural e muitos outros atrativos estão destacados. A partir de agora, se movimentar no Centro Histórico, tendo por referência a Rua do Imperador e o traçado em azul da calha arborizada dos rios Palatino, Quitandinha e Piabanha, ficou bem mais fácil para os turistas de primeira viagem – se é que estes ainda existem…

Mercado | Comente

Haja raça nesse calor

Depois de um mês de bola rolando, sob altas temperaturas – e mesmo assim sem faltar disposição -, chegou ao ápice, neste domingo, a primeira Copa Tupi de Futebol Amador. A competição pioneira foi lançada nos jornais no início de dezembro, em campanha criada pela Todos Nós. Ontem, a final, entre o Di’ Raça, de Duque de Caxias, e o Cruzeiro, de Realengo, foi disputada no Estádio Luso-Brasileiro, com a presença entusiasmada de ambas as torcidas. Em casa, milhares de torcedores acompanharam na internet e pelo radinho o show de transmissão de Odilon Jr, Rubem Leão e equipe. Em campo, deu Di’ Raça 2×1. Caxias em festa.

Clientes | Comente

Tô na fila. Já

Tradição jamais deixada de lado são os cartões de Natal criados pela Todos Nós para a Agena EPI. A empresa, um dos mais importantes players do segmento de proteção ao trabalhador, tem um produto de importância inquestionável: os protetores de ruído. E, lógico, Papai Noel não iria deixar de fora quem mais precisa dele, como destacamos no cartão natalino da Agena para 2018. Por enquanto, é um produto de nicho: mas, em um mundo cada vez mais barulhento, não duvido que em breve haja a opção por uma linha fashion. Eu tô na fila.

Clientes | Comente

Do Gardênia ao Real Maré

No que depender da Tupi, os apaixonados pelo futebol no radinho vão ter um dezembro pra lá de competitivo. A Copa Tupi de Futebol Amador estreia neste domingo e vai virar o ano trazendo o futebol-raiz das comunidades cariocas para o microfone da emissora. Do Gardênia ao Real Maré, são dezesseis escretes em busca de um só caneco – com direito a dindim pro campeão e pro vice. A Todos Nós criou a campanha e veiculou no caderno de esportes de quatro grandes jornais do Rio. A Tupi transmite. Vamos ver quem leva no campo. É mata-mata e a sorte está lançada.

Clientes | Comente

No coração da Patrulha

Enorme alegria entrar no site da Tupi para ouvir – e assistir – a Patrulha e ver meu amigo Garcia Duarte envergando a camisa comemorativa dos 20 anos da Todos Nós. A TN marcando presença no comando do maior sucesso da história do rádio? Ô glória.

Agência | Comente

Que recesso que nada

A irreverente campanha criada pela Todos Nós há 12 anos, em 2006, para a Super Rádio Tupi, brincava com o fim da temporada de futebol profissional. Toda vez que chegava dezembro, a bola parava de rolar, a torcida ficava ansiosa, os microfones da Tupi passavam semanas sem gritar um único golzinho. Mas este ano vai ser diferente.

Agência, Clientes | Comente

Dia do Samba

Se você está sintonizado agora na Super Rádio Tupi, está curtindo a estreia da maior roda de samba do Brasil. Tá ligado? E o mais bacana é que nenhum fim de semana poderia ser mais sugestivo: hoje, dia de estreia do Samba Social Clube na emissora, é véspera do Dia do Samba. Demais, né? O anúncio divulgando a chegada do novo programa está nos principais jornais do Rio. A partir de hoje, todo sábado é dia de samba na Tupi.

Clientes | Comente

O samba no lugar de honra

Amanhã é dia do samba voltar pra casa. A Super Rádio Tupi, baluarte do samba carioca, emissora que nos primórdios tocou Donga, Noel, Vadico, Baptista, Carmem, Ary, Caymmi, Adoniram, Aracy, Cartola e tantos mais, é o novo endereço do Samba Social Clube. O mais longevo e tradicional programa de rádio do samba carioca – agora na mais histórica das emissoras. Carlinhos de Jesus apresenta, a Todos Nós anuncia e o samba come solto. A campanha já vem sendo publicada desde domingo e está anunciada hoje nos jornais Extra, O Dia, Expresso e Meia Hora. Amanhã, sábado, a partir das 13h, o Samba Social Clube estreia na Tupi. Pode se preparar. Ou vai me dizer que você é doente do pé?

Clientes | Comente

A primeira a gente nunca

Esta semana, em que a Todos Nós completa 19 anos de ininterrupta parceria com a Super Rádio Tupi, vale rememorar a primeira campanha feita pela agência para a emissora. Com base nos dados da pesquisa do Ibope de novembro e dezembro de 1999, publicamos uma série de pequenos formatos no jornal especializado no trade, o Meio & Mensagem. Os textos, irreverentes, reforçavam a liderança da emissora no período da tarde. Eram tempos em que a liderança absoluta ainda não tinha chegado. Ainda.

Clientes | Comente

A relíquia

Estávamos a apenas 60 dias do ano 2000. O tema “bug do milênio” dominava a mídia. Esta ainda era bem mais convencional – a maioria dos veículos tinha seu próprio site, mas o tráfego de leitura era baixo e a internet no país era apenas promissora. Enquanto o governo de Fernando Henrique patinava no seu segundo mandato, o PT do sindicalista Luís Inácio prometia acabar com a corrupção. A Todos Nós tinha pouco mais de um ano de vida. Já era citada a tal pesquisa que assegurava que 90% das empresas não chegava ao segundo ano. Mercado competitivo. Mas quanto maior o desafio, maior a vitória. A reunião com uma das maiores marcas do rádio brasileiro – a S/A Rádio Tupi – resultou na celebração de uma parceria que é até hoje motivo de orgulho para nós. Dezenove anos têm que ser comemorados. Uma história que começou no século passado e que deu origem a centenas de campanhas, milhares de peças e incontáveis amigos.  O contrato assinado virou relíquia. Até o bilhete do seu Alfredo Raymundo ficou para a posteridade.

Agência | Comente

O bom cearense

Este anúncio, de 16 anos atrás, criado pela Todos Nós para o Jornal do Commercio do Rio de Janeiro, destacava a consistência dos 175 anos de jornalismo do JC. O texto, sintético, resumia tudo: “Informação sem lacunas”. Era fato que as tais informações não tinham lacunas, mas não vinham lá muito boas. Não só. Junto com as más notícias da economia, a capa noticiava que o político cearense Ciro Gomes isolava-se no segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto para Presidente do Brasil. Em 2002, porém, como de novo em 2018, não foi a vez do simpático e bilioso candidato, que nas últimas semanas vem espairecendo na Cidade-Luz. Sábia decisão. Paris em outubro tem uma temperatura agradabilíssima.

Agência | Comente

Da arara-azul ao língua-presa

No debate para governador de anteontem os adjetivos variaram de “frouxo” a “ladrão”, mas não faltou alegria. O Paes chegou a querer formar um cartel para negar emprego ao Índio. Enquanto falavam cobras e lagartos, me lembrei da campanha que fizemos para o Rio Zoo, com araras e papagaios. Aqui na Todos Nós sempre tivemos um carinho especial pelo formato HQ. Trabalhoso, mas gostoso de fazer. Como não dá para se valer dos bancos de imagem, nos dias de hoje este é certamente o job mais autoral do mercado: precisa da antiga dupla de criação, redator e diretor de arte, para fazer acontecer. Um revival dos bons e velhos tempos da propaganda – mas sem nostalgia. Tudo tem seu tempo.

Agência | Comente

Retrofit

A Buskaimovel.com, empresa que trouxe um novo conceito ao segmento real estate, contratou a Todos Nós para o redesign da sua marca. O retrofit buscou modernizar a logo, tornando-a mais antenada e agressiva. As primeiras peças para a web convidam o público a navegar pelo sofisticado portfolio de imóveis da corretora. Um dos trunfos é o slogan criado – “buskou, achou, mudou!” -, com potencial para gerar um recall expressivo. Pelo seu investimento e proposta de nicho, a Buskaimovel.com é a bola da vez entre os principais players do mercado imobiliário.

Clientes | Comente

A balança da História

Há 16 anos, em 1o de outubro de 2002, a Todos Nós veiculava o flight comemorativo dos 175 anos do Jornal do Commercio. A campanha criada pela agência, investindo no paralelo entre passado e presente, já antecipava a pauta de valorização da mulher negra no mercado de trabalho. O anúncio, de página inteira, mostrava uma trabalhadora do princípio do século XIX, em 1827, quando da fundação do jornal, e a mesma trabalhadora no alvorecer do século XXI. Retrato de uma sociedade em evolução, a mulher ocupa cada vez mais posições de primazia e liderança – e nada pode deter a sua crescente importância. Já o Jornal do Commercio não conseguiu superar os desafios mercadológicos do novo milênio e hoje pertence ao passado. Pena. Mas o seu lugar na História ninguém tira.

Agência, Clientes, Mercado | Comente
  • Twitter