Ousadia bem-sucedida

Nos 74 anos da Tupi, em 2009, criamos a campanha que divulgava o início das transmissões da programação simultaneamente em AM e FM. À época, muita gente estremeceu com o movimento ousado da rádio. O diretor de programação, Ricardo Henrique (que aniversaria hoje!), apostava que o conteúdo do AM com a qualidade de som do FM era o futuro da emissora. Conteúdo tradicional aliado ao som digital. – daí o contraponto visual entre passado e presente que marcou a campanha, como nesta contra-capa veiculada no Meio & Mensagem, principal publicação do trade. Passados onze anos, ninguém tem dúvida do acerto da decisão. A Tupi hoje colhe os frutos e é ainda mais líder do que já era.

Mercado | Comente

A primeira Veja

O primeiro anúncio de página inteira na Veja nacional a gente nunca esquece, né? Pois é, em 2003 o job para criar e divulgar os 50 anos da Queiroz Galvão coube à Todos Nós. Foi uma campanha marcante para a Queiroz e significativa para a agência. O flight incluiu O Globo, Folha e Estadão, além de revistas de nicho. Foi bacana. A repercussão no cliente foi sensacional. Não dava mesmo para esquecer.

Agência, Clientes | Comente

Civilidade salva vidas

Mês passado (essa celebração vem se estendendo hehe) a gente já tinha publicado uma antiga campanha da agência, uma promoção que convocava o povo a procurar faixas de pedestres cidade afora. É que conscientização no trânsito sempre foi um tema caro para nós. Salva vidas e promove civilidade. Já esta peça (uma meia página de jornal) integrou a campanha seguinte.

Agência, Clientes | Comente

Só quitute

Uma constante nesta nossa trajetória de 22 anos foi a criação de peças publicitárias para empresas de comunicação e de publicidade. Assim, tipo um cozinheiro que cozinha para os chefs. Mó prazer. Seja para veículos com produção de conteúdo, seja para veículos de exposição de mídia, foram centenas de materiais criados. Como este, para a P.A. Propaganda, em 2007, com o tempero gráfico que é uma marca da Todos Nós. #TN22

Agência, Clientes | Comente

Ò o vovô aí, Raphael

O talentoso radialista Raphael de França, neto do grande comunicador Luiz de França, falou assim que viu a publicação da semana passada, uma peça da campanha celebrando os 70 anos da Tupi: “Deve ter o vovô nesse material também!” Acertou em cheio, Raphael! E, para que não fique dúvida, segue o busdoor que rodou o Rio com a imagem de um dos mais carismáticos comunicadores que o rádio conheceu.

Agência, Clientes | Comente

A entrada continua franca

O bacana desse anúncio criado em 2002 pela Todos Nós para “divulgar” Petrópolis são as mudanças neste cenário de lá pra cá. Hummm… acho que tem uma árvore aqui no canto direito, na entrada da ponte, que já não tem mais. Xô ver… sei não, mas acho que o resto continua igualzinho…

Agência, Clientes | Comente

Doze graus no sol (de manhãzinha)

Tem peças que são atemporais. Esta que a Todos Nós veiculou em 2003 é um bom exemplo. Passados 17 anos, Petrópolis continua friazinha (com um gostoso sol de inverno), a Rua Teresa continua liquidando e os cariocas continuam convidados a vir bater bater perna, ver vitrine e comprar bastante. A propósito, para quem vem fazer compras na Rua Teresa o acesso à cidade está liberado.

Agência, Clientes | Comente

Desafio bem-vindo

Folders são sempre um job desafiador, pela forma com que cada uma das suas faces deve “conversar” com as demais. À medida em que o folder é aberto, dobrado, parcialmente desdobrado ou fechado, ele deve manter a relação entre as páginas coerente e comunicativa. Este foi um desafio que a Todos Nós teve o prazer de receber, algumas dezenas de vezes. Nesta peça institucional, elaborada para a Guimar Engenharia, os diversos setores da empresa foram contemplados, apresentando, de forma sucinta, o processo de trabalho coordenado pela equipe.

Agência, Clientes | Comente

Uma família inesquecível

Nunca é demais lembrar que a comemoração dos aniversários da Tupi rendeu campanhas pra lá de afetivas, dignas de um álbum de família. Bom demais recordar. Em 2005, a campanha celebrando os 70 anos da emissora (“70 anos marcando sua vida”) estampou na mídia um grande número de integrantes da Família Tupi. A programação incluía busdoor, outdoor, revista, trade etc. Essa peça, entre muitas, é bacana porque reúne uma parte (mas só parte, né? as estrelas da campanha eram muito mais que oito!!!) dos grandes nomes da rádio. E que permanecem gigantes, na Tupi ou fora dela (alguns, pena, partiram para o outro plano e já não estão mais entre nós). E todos, sem exceção, profissionais de alto quilate e amigos inesquecíveis. #TN22

Agência, Clientes | Comente

Com as pessoas que amo

Tá lá no Contrato Social da Todos Nós: “(…) datando seu início de atividades para 10 de agosto de 1998.” Então, oficialmente, é no dia de hoje que tudo começou. Poderia usar o clichê aqui “parece que foi ontem”. Mas não parece não, foi no milênio passado mesmo que entramos nessa caminhada, de virar agência e assumir os riscos que fazem parte de toda trajetória individual. Muita água abençoada rolou debaixo dessa ponte. Só tenho a agradecer. No meu coração, a Todos Nós é uma rua iluminada em que cada amigo e parceiro se estabeleceu para sempre. É um caminho pelo qual passo todo dia e que me levou aonde eu queria chegar, com as pessoas que amo. Obrigado a todos. TMJ!

Agência, Clientes | Comente

Libertação bem-vinda

Em a “História da riqueza no Brasil”, lançado em 2017, o historiador Jorge Caldeira ressalta como a economia brasileira era mantida encolhida a fórceps pelo reino português – em contraste com o desenvolvimento cultural, comercial e industrial desfrutado pelas colônias hispânicas que eram nossas vizinhas. O que trouxe ainda mais legitimidade à campanha que fizemos para celebração do centésimo-septuagésimo-quinto aniversário do Jornal do Commercio, em 2002. Em anúncios que foram da meia página à página dupla, o gancho era a confrontação entre o universo econômico do país em 1827 (ano da fundação do jornal) e a maturidade da nossa economia no início do terceiro milênio – com o jornal testemunhando a progressão. Vale destacar a leveza da logo dos 175 anos do JC criada pela Todos Nós, com o fundo emulando um página dupla em movimento. Cool.

Agência, Clientes | Comente

Quando autoproteção é proteção coletiva

Em tempos em que a autoproteção individual é parte integrante e indispensável da proteção coletiva, a mensagem do cuidado com a surdez ganha uma nova leitura. Os produtos da Agena protegem a audição e previnem a surdez, como a Todos Nós enfatizou em dezenas de peças da líder do segmento. E a boa audição previne o mau entendimento. É bom lembrar também que “cuidar das pessoas” não pode se restringir a um slogan eleitoreiro. E (desculpe a redundância, mas os tempos pedem hehe) que a autoproteção é cumprir com a nossa parte em prol do bem comum. Em português castiço, a propaganda é para os ouvidos, mas a mensagem é clara: use máscara.

Agência, Clientes | Comente

Bolinha chegou quicando

Job para a primeira loja da Green Grass na Região Serrana. Opa, uma grife de Ipanema chamada “Green Grass” chegando à Itaipava? Daí para o layout fazendo graça foi um pulo. Ou, melhor, uma tacada.

Agência, Clientes | Comente

História econômica do País

Não dá para contar a história da Todos Nós sem falar no IMIC, principal instituição econômica do Nordeste do país. A conta foi determinante na sedimentação da agência. O instituto por muitos anos editou a revista Desempenho, uma das mais acuradas publicações brasileiras de análise de performance corporativa. Seu intuitivo e visionário diretor comercial, Juracy Querino dos Reis, sempre apostou na expansão do instituto Brasil afora, com enorme sucesso. A Todos Nós foi parceira e testemunha.

Agência, Clientes | Comente
  • Twitter