Parceria alada

A Libertà Viagens fez uma parceria com a TAM, favorecendo os clientes da agência de turismo que optarem pelos vôos da companhia. Para divulgar a estratégia de marketing, a Libertà encartou um folheto – criado pela Todos Nós – na Revista da TAM, que tem cobertura e atingimento altamente qualificados. É mais um bom passo da Libertà, proporcionando ao seus clientes vantagens reais. Assim é que se faz.

Clientes | Comente

Tô nem aí

Não é verdade (ou, ao menos, em parte). O Flamengo sabe da importância do jogo – pode valer classificação para as semifinais, a conquista da Taça Rio e a consequente disputa do título com o mesmo Fluminense, na final do Carioca 2012. Para o Flu vale menos; talvez o prazer de complicar a trajetória rubronegra. Mas, com as atenções voltadas para os jogos pela Taça Libertadores da América, ambos os times entram em campo pelo Carioca com a cabeça bem longe dali. O título criado pela Todos Nós para o anúncio de hoje nos jornais cariocas, chamando para a transmissão do jogo pela Super Rádio Tupi, deixa claro que a maior motivação do jogo é a velha rivalidade. Porque, fora isso, o fato é que eles não estão nem aí…

Clientes | Comente

Descentralizando a criação

A Quiosque de Idéias, publicação especializada na cobertura do mercado publicitário, dedicou uma das suas reportagens na edição janeiro/fevereiro às agências de fora do perímetro urbano do Rio. A Todos Nós, ao lado de outras importantes agências, recebeu espaço generoso. Obrigado! Fica aqui a nossa torcida pelo sucesso da revista e pela repercussão da matéria. Iniciativas que ousem quebrar o padrão pré-concebido são sempre bem-vindas – dão espaço para a reflexão e para posturas inovadoras. É dessa matéria-prima que a propaganda costumava ser feita, não?

Agência | Comente

Canja à vista?

O Rio vem experimentando essa semana uma overdose de Taça Libertadores. Empolgada, a torcida carioca vem privilegiando a líder de audiência do rádio, a Super Rádio Tupi. Hoje o pudim é a transmissão é do jogo Flamengo vs Emelec. Manhoso, o time equatoriano quer melar a alegria da nação e os pupilos de Joel não pretendem dar sopa para o azar. Duelo de vontades em campo e, nos jornais do Rio, mais uma criação da Todos Nós.

Clientes | Comente

Com a boca cheia de pó-de-arroz

Que é um desafio jogar em La Bombonera, não há dúvidas. Mas, quatro anos atrás, o tricolor carioca já havia demonstrado que não tem medo da cara feia portenha, eliminando o time argentino de forma memorável. Por isso, 2012 tem tudo para termos uma reedição da epopéia do Flu e a Super Rádio Tupi vai estar em Buenos Aires para a transmissão desse superclássico sul-americano. A chamada de uma página publicada na contracapa da edição do Marca.br de hoje, em criação da Todos Nós, usa o título para rememorar o que se passou – e instiga a confiança da torcida. Dá-lhe, Guerreiros…

Clientes | Comente

Convocação cruzmaltina

Diante do revés na primeira partida pela Libertadores 2012, há pouco mais de duas semanas, o Vasco da Gama sabe que não pode se dar ao luxo de desperdiçar um mísero ponto no jogo contra o Alianza, na noite de hoje. À força do elenco vascaíno e à vibração da torcida vêm se juntar a transmissão da Super Rádio Tupi, que, no anúncio acima (criado pela Todos Nós e veiculado hoje nos jornais O Dia e Marca) convoca o público carioca para acompanhar o jogo pelo radinho. A união faz a força.

Clientes | Comente

O Jornal do Commercio antecipou

A matéria publicada na terça-feira passada pelo Jornal do Commercio mostra o quanto ele havia sido premonitório, no longínquo ano de 2006: um analítico artigo de Antonio Sepulveda, oficial da reserva da Marinha, alertava para os riscos existentes na estação brasileira na Antártida. Com isso, o JC fez a sua parte, aprofundando um tema que passava à larga das manchetes; o articulista militar cumpriu também sua parte, ao denunciar a degradação de um posto científico estratégico; e, por fim, alguém foi negligente, ao não investir na manutenção da base. A consequência foram vítimas fatais e um duro retrocesso para a pesquisa brasileira. Após a tragédia, a base Comandante Ferraz foi capa de todos os jornais. Tarde demais para os brasileiros Carlos Alberto Figueiredo, suboficial, e Roberto Lopes dos Santos, primeiro-sargento, que, na tentativa de apagar o fogo, se aproximaram demais das labaredas. Não sobreviveram.

Clientes | Comente

Ao Mestre, com carinho

As homenagens realizadas ontem pelos 50 anos de carreira do radialista Washington Rodrigues foram inúmeras e demonstraram o respeito de todos por essa figura ímpar do jornalismo brasileiro. Mui modestamente, a Todos Nós também fez questão de mandar aquele abraço para o Apolinho. Inspirada na estética psicodélica do fim dos anos 60, criou um cartaz bem-humorado que é bem a cara do Velho Apolo. Um cracaço.

Agência | Comente

A essência do rádio

Profissional com lugar cativo na história do rádio brasileiro, Washington Rodrigues, o Apolinho – apelido que conquistou no início da sua carreira como repórter esportivo, quando, por conta do seu microfone sem fio (última palavra da tecnologia da época), viram nele um astronauta da Apolo 11 – foi o tema do anúncio publicado hoje pela Super Rádio Tupi nos jornais O Dia, Marca, Meia Hora e Jornal do Commercio, em criação da Todos Nós. Uma reverência que se impõe. Com meio século de protagonismo no rádio, Washington Rodrigues merece mesmo todas as homenagens.

Clientes | Comente

Lameiro

O comprometimento com a qualidade final do trabalho é condição sine qua non quando se fala em prestação de serviços. Em alguns segmentos essa exigência ainda é maior, pelos riscos que envolve, como a preparação e manutenção de veículos off road. Quem coloca o seu 4×4 em uma aventura de 300 quilômetros de barro se expõe a toda sorte de imprevistos “oferecidos” pela geografia e pela natureza – onde a única variável sob controle é o próprio equipamento. Para a M.Thomé, oficina especializada no nicho fora-da-estrada, a Todos Nós criou o anúncio acima. Convidativo, né? Como toda boa aventura.

Clientes | Comente

Touch gloves and… fight!

A ação comercial é o bom combate mercadológico. Nesse cenário, preparação, equipamento correto e planejamento são essenciais para atrair e conquistar clientes – e também para superar concorrentes. É fato sabido que raramente um objetivo importante se atinge com apenas um movimento: é a combinação de boas ações que conduz ao sucesso. Para atingi-lo, conte com o suporte e a cumplicidade de uma boa equipe. O mercado proporciona desafios diários e superá-los faz parte do nosso cotidiano.

Agência | Comente

Para descansar do carnaval

Imagine só quantas vezes a pequena Barbados não se prestou a trocadilhos infames. Para não quebrar essa secular tradição, mantivemos a praxe na divulgação turística das paradisíacas praias localizadas nessa ilha das Índias Ocidentais. O pacote oferecido pela Libertà (www.libertaviagens.com.br) tem ótimos preços e pode prolongar as férias de quem precisa de um bom descanso pós-carnaval. Aproveite. É pule de dez.

Clientes | Comente

Uma final tira-teima

Vasco e Fluminense decidem, logo mais, no Engenhão, a Taça Guanabara 2012. No anúncio veiculado hoje nos jornais O Dia e Marca (divulgando a transmissão do jogo pela Super Rádio Tupi), procuramos um enfoque diferente do oferecido pelos demais canais da mídia. Destacamos o equilíbrio nos resultados, acirrando ainda mais a rivalidade entre as duas equipes: por quatro vezes Flu e Vasco decidiram a Taça GB, com cada um deles sendo campeão em duas ocasiões (Fluminense em 1985 e 1993; Vasco em 1987 e 1994). O viés reforça a percepção de uma cobertura diferenciada por parte da emissora, que, não à toa, é líder de mercado.

Clientes | Comente

O malandro-propaganda

Ainda sob a ressaca do Carnaval, nada mais oportuno que reverenciar um personagem do esporte que sempre foi um entusiasta das festas de Momo – e que, em sua atividade futebolística, somente nos últimos anos teve seu talento devidamente reconhecido: Joel Santana. Com seu discurso bem-humorado e popular, o treinador controla a mídia com sofisticada habilidade, e cada movimentação sua é candidata às manchetes (desbancando cantoras de axé e pagodeiros, é o novo malandro-propaganda das campanhas de cerveja). Se a sua inesperada ausência (fala, Deivid!) da decisão da Taça Guanabara mudou, momentaneamente, a direção dos holofotes, os jornais cariocas o mantiveram em cena, recuperando imagens de velhos carnavais (você consegue identificá-lo na foto acima, no flagrante de Eurico Dantas, em 1973?). Boleiro, estrategista, comunicador e marqueteiro, Mr. Santana é A estrela. Evoé, Professor!

Mercado | Comente
  • Twitter